quarta-feira, 18 de maio de 2016

As fases do luto

Perdi meu pai há 13 dias e tenho relutado muito em falar sobre o assunto, as vezes acho que não tenho sentido tristeza o suficiente, não tenho sentido a dor lacerante de quem perde um ente querido... Sinto-me como se fosse uma pessoa insensível e isso me incomoda bastante. Mediante isso, fui pesquisar o processo de luto.

O que vou escrever aqui eu tirei da página Psicologia Free, escolhi essa página por que resume e detalha bem como é esse processo (quem quiser conhecer mais essa página Clique Aqui).

"Luto é uma palavra que acompanha o ser humano desde sempre, principalmente quando perdemos alguém de quem gostamos muito. É uma espécie de despedida forçada e para sempre. Mas afinal o que é o luto? Como se processa? É mesmo necessário esse doloroso processo?"

É uma pergunta muito boa, isso é realmente necessário? Esse sofrimento, essa dor que chega ser física... Então o psicólogo Jorge Elói continua com a sua explicação...

"O luto é um processo necessário e fundamental para preencher o vazio deixado por qualquer perda significativa não apenas de alguém, mas também de algo muito importante, como um objeto, uma viagem, um emprego, uma ideia, etc.

(...) O processo de luto é acompanhado por um conjunto de sentimentos, entre os quais: tristeza, raiva, culpa, ansiedade, solidão, fadiga, desamparo, choque, anseio, torpor, alívio e emancipação. Refletindo-se em sintomas físicos de vazio no estômago, aperto no peito, nó na garganta, falta de ar, falta de energia, boca seca entre outros." 

O psicólogo continua a destrinchar o luto, agora dividindo esse período por partes...


A negação- Surge a primeira fase do luto, é no momento que nos parece impossível a perda, em que não somos capazes de acreditar. A dor da perda seria tão grande, que não pode ser possível, não poderia ser real.
A raiva – A raiva surge depois da negação. Mas mesmo assim, apesar da perda já consumada negamo-nos a acreditar. Pensamento de “ porque a mim?” surgem nesta fase, como também sentimentos de inveja e raiva. Nesta fase, qualquer palavra de conforto, parece-nos falsa, custando acreditar na sua veracidade
A negociação (ou Barganha) - A negociação, surge quando o individuo começa a por a hipótese da perda, e perante isso tenta negociar, a maioria das vezes com Deus, para que esta não seja verdade. As negociações com Deus, são sempre sob forma de promessas ou sacrifícios.
A depressão – A depressão surge quando o individuo toma consciência que a perda é inevitável e incontornável. Não há como escapar à perda, este sente o “espaço” vazio da pessoa (ou coisa) que perdeu. Toma consciência que nunca mais irá ver aquela pessoa (ou coisa), e com o desaparecimento dele, vão com ela todos os sonhos, projetos e todas as lembranças associadas a essa pessoa ganham um novo valor.
A aceitação – Última fase do luto. Esta fase é quando a pessoa aceita a perda com paz e serenidade, sem desespero nem negação. Nesta fase o espaço vazio deixado pela perda é preenchido. Esta fase depende muito da capacidade da pessoa mudar a perspetiva e preencher o vazio. 
(...) As fases do luto, não possuem um tempo predefinido para acontecerem. Depende da perda e da pessoa. Porém sabe-se que a que leva mais tempo é da fase da depressão para a fase de aceitação, algumas pessoas levam décadas de vida e outras nunca conseguiram aceitar com serenidade a perda.

Lidar com a perda de alguém querido nesse mundo cada vez mais catastrófico nos faz ter um processo de luto muito doloroso e traumático.
Porém, em minhas leituras sobre a morte e o luto não consegui me identificar em alguma dessas fases específicas, na verdade tenho lidado bem com esse fato.
O que tem me ajudado a passar por isso é que tenho tido um suporte religioso muito completo, com doutrinas que me confortam e que me garantem que a morte não é o fim, além disso, o que também ajuda é que nos momentos de dificuldades a família se une pra proteger um ao outro e aqui não foi diferente...
Aprendi que cada pessoa lida de uma maneira, sente de uma maneira e para isso não existe parâmetros... E que não sou insensível por estar seguindo o meu caminho sem passar pelo sofrimento que o luto ocasiona na maioria das pessoas...

Mas a razão de estar lidando bem com esse sentimento eu explico em outra postagem...








Tenho andado sumida, aconteceram várias coisas que merecem postagens distintas... 

Hoje estou passando pra mostrar o catalogo novo da Hinode, cheia de lançamentos e novidades bacanas... Esse mês teve em Curitiba a HinodeFest, e lá foram anunciadas muitas mudanças nos planos de markentig da empresa e os lançamentos em produtos para esse 2° semestre...
Vou deixar o link pra quem quiser conhecer as novidade (Clique Aqui) e conhecer a gama de produtos que a Hinode oferece para o seu público.