segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

O doce sabor da volta às aula...




Meu filho voltou a estudar hoje. Quem me conhece, sabe o quanto sou apegada a ele e, por ser filho único, esse apego é muito maior para mim do que para ele.
Mediante isso o coloquei na escola no ano passado e, para a minha NÃO surpresa, meu filho se adaptou rapidamente e sem estresse. Vamos olhar pelo ponto de vista de uma criança de 2 anos (na época): Uma sala cheia de amiguinhos da mesma idade e tamanho, uma escola com um parquinho colorido e variedade de brinquedos, duas "tias" que brincam com ele a manhã inteira... Qual criança não iria gostar?
Confesso que sofri muito no dia que meu marido e eu fizemos a matrícula dele, não imaginava colocá-lo na escola tão cedo. E naquele ano descobri que a necessidade de trabalhar esse desapego, cortar o cordão umbilical imaginário que nos ligava era minha.
Voltando para o dia de hoje, um ano após a primeira vez do Théo na escola, vejo meu filho mais independente, falante, com uma maior percepção das coisas que acontecem a seu redor. 
A escola fez isso por ele, porque lá ele não tem a minha proteção (que muitas vezes chega a ser sufocante) e é aí que entra as grandes lições que levará para a vida... Independência, agilidade de raciocínio, amizade... Coisas que complementam o que é ensinado em casa.
A melhor escolha que eu fiz para o meu filho foi tê-lo colocado na escola e vê-lo entrar feliz por estar de volta junto dos amiguinhos faz valer a pena todo o sacrífico.

Para os pais que estão levando seus filhos pela primeira vez, não desistam! Alguns choram, outros não... Mas eles acostumam e, quando acostumam, vocês sentirão o quanto eles se desenvolveram e cresceram. A diferença é nítida!

Boa volta às aulas para todos!


Para a nossa alegria!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário